A origem da editora

Nossa história

A história da literatura da Igreja Adventista da Promessa tem seus primórdios por volta do ano de 1940. No bairro de Santana, na rua Dr. Cezar, 1203, na cidade e capital de São Paulo, foram compostos e impressos (de maneira bem simples e rude) os primeiros folhetos, Lições Bíblicas, Brados de Júbilo e demais materiais de expediente da IAP.

Na época a Igreja desenvolvia intenso trabalho missionário, em diferentes lugares e bairros da cidade, cuja sustentação era dada por sua literatura modesta, porém, largamente distribuída. Os propósitos eram tornar conhecidas porções da palavra de Deus através de revistas, jornais, folhetos, livros e outros.

Tendo em vista esses objetivos, foram preparados os instrumentos de constituição e a Gráfica foi registrada na Junta Comercial do Estado de São Paulo, em 2 de junho de 1961, sob razão social de “Gráfica e Editora A Voz do Cenáculo Ltda” (GEVC), por tempo indeterminado. Muitos foram os desafios ao longo do tempo, mas a GEVC, perdurou.

Contudo, desde de o início de 2020, uma nova etapa na literatura promessista se inicia com a criação da Editora Promessa. Ligada com a Associação Promessista de Publicações Cristãs, a APPC, a Editora surge para continuar publicando literatura de qualidade, pautada nos valores bíblicos e com pertinência contemporânea.